santa-candida

abrigo-virtual

Edição Digital - ABRIL 2016
Clique na capa e aguarde o carregamento da página para começar sua leitura.

 

Edição - MAIO 2016
Clique na capa e aguarde o carregamento da página para começar sua leitura.

Banner
Banner

Pesquisa

Do que nosso bairro mais precisa?
 

twitter-sigaface-siga

siga-nos

AGORA ONLINE

Nós temos 65 visitantes online

Visitas

Visualizações de Conteúdo : 2228286
Por sonegação, Receita Federal notificou Globo 776 vezes em dois anos PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Brito - Tijolaço   
Ter, 24 de Maio de 2016 13:56

globo familia

A matéria assinada por Amaury Ribeiro e Rodrigo Lopes no jornal Hoje em Dia, de Minas é de deixar escandalizados mesmo aqueles que sabem que a Globo é uma máquina de fraude.

A empresa dos Marinho recebeu 776 notificações da Receita Federal nos últimos dois anos, segundo a reportagem. Ou mais de 11 notificações por semana. Extrapola qualquer situação aceitável, quando uma empresa recebe uma, duas, uma dúzia que seja, de notificações fiscais, compreensíveis dentro de uma atividade comercial: 776 notificações em dois anos só podem ocorrer quando há uma máquina de sonegação, montada para elidir, escapar e fraudar obrigações tributárias.

Mais: a empresa se vale da holding Globopar para deixar “limpas” as subsidiárias que recolhem mais dinheiro público na forma de publicidade oficial, que não pode, por lei, ser contratada em veículos que estão inadimplentes com o Tesouro.

E o Ministério Público está estarrecido porque Miguel do Rosário publicou a representação de um fiscal da Receita pedindo uma ação penal contra a Globo por sonegar R$615 milhões!

Os doutores do persecutio criminis estão muito ocupados procurando uma brecha para processar os blogueiros que revelam isso, porque sabem que estão em situação confortável por termos uma imprensa canalha que silencia diante disso e que os protege quando se trata de condenar sua inação – não, meus doutos senhores, os senhores não vão me pegar por uma palavra, porque este é meu ofício, como defender o povo é, ou deveria ser, o seu – diante da condestável do podre capitalismo brasileiro, a Imperatriz do Jardim Botânico.

Perdoem-me os leitores se escrevo com indignação, mas é que falta indignação neste país. Dependesse de nossas instituições e Rupert Murdoch receberia aqui rapapés e títulos honoríficos.

É de despertar o nojo cívico em qualquer um que ache que a lei é para todos e que as instituições deste país são republicanas.

 

 
TEMER PODE PROCESSAR A PREFEITURA DE SP POR DANOS MORAIS PDF Imprimir E-mail
Escrito por Brasil 247   
Ter, 24 de Maio de 2016 07:45

temer haddad

Há algumas semanas, a administração entrou com processo de cobrança judicial contra ele por atraso no pagamento do IPTU; só que o imóvel objeto da cobrança não é mais dele desde 2007; segundo a colunista Mônica Bergamo, o escritório do advogado José Yunes pede que a prefeitura seja multada e o peemedebista seja indenizado por “manifesta litigância de má-fé”; os representantes do presidente interino estudam ainda entrar com ação à parte exigindo pagamento por danos morais; os recursos seriam doados a uma entidade beneficente

247 – O presidente interino Michel Temer pode processar a Prefeitura de São Paulo por danos morais. Segundo a colunista Mônica Bergamo, há algumas semanas, a administração entrou com processo de cobrança judicial contra ele por atraso no pagamento do IPTU. Só que o imóvel objeto da cobrança não é mais dele desde 2007.

O escritório do advogado José Yunes pede que a prefeitura seja multada e o peemedebista seja indenizado por “manifesta litigância de má-fé”. Os representantes do presidente interino estudam ainda entrar com ação à parte exigindo pagamento por danos morais. Os recursos seriam doados a uma entidade beneficente.

 

 
Paraná registra menor índice de mortalidade infantil da história PDF Imprimir E-mail
Escrito por Pauta Paraná   
Ter, 24 de Maio de 2016 07:39

beto mae

A Rede Mãe Paranaense completou quatro anos e se consolida como um dos principais programas já implantados na rede pública de saúde do Paraná. O sucesso da iniciativa se traduz em números. Com a rede, o Estado atingiu os menores índices de mortalidade infantil de sua história: 10,90 mortes para cada mil nascidos vivos, em 2015. Além disso, reduziu em 25,3% a mortalidade materna. 

Em média, 160 mil crianças nascem por ano no Paraná, sendo que 62% dos nascimentos são atendidos na rede pública de saúde, e consequentemente estão vinculado à rede Mãe Paranaense. 

Segundo o secretário Michele Caputo Neto (Saúde) mais do que bons números, a Rede Mãe Paranaense trouxe avanços na qualidade do atendimento a gestantes e bebês. “Pelo menos 407 vidas foram salvas graças as ações implementadas pelo Mãe Paranaense. São mortes maternas e infantis que foram evitadas, demonstrando que estamos no caminho certo”, ressaltou. 

Inspirado no programa Mãe Curitibana, o Mãe Paranaense hoje ultrapassa divisas e serviu de base para a criação da Rede Cegonha, estratégia semelhante adotada pelo Ministério da Saúde. “Temos orgulho de ser exemplo para o país e isso se deve a excelência dos nossos profissionais de saúde que atuam na atenção materno-infantil”, explicou Caputo Neto. 

Atualmente, 82% das gestantes paranaenses realizam o pré-natal com, no mínimo, sete consultas e 17 exames. Se necessário, há a garantia de atendimento multiprofissional em ambulatórios especializados, como o Centro Mãe Paranaense. Hoje, pelo menos 18 regiões mantêm estruturas que funcionam neste modelo. 

“Capacitamos mais de 35 mil profissionais com o intuito de implantar um novo modelo de atendimento, focado no trabalho em rede e no estabelecimento de uma linha de cuidado. Isso fez com que alcançássemos bons resultados. Agora queremos avançar, reduzindo ainda mais o número de mortes evitáveis”, disse a secretária Fernanda Richa (Família e Desenvolvimento Social).

Com investimentos em estrutura física (obras e equipamentos), capacitação profissional e custeio dos serviços de saúde, a rede modificou a forma com que gestantes e bebês são atendidas na rede pública. Em quatro anos, mais de R$ 511 milhões já foram aplicados pelo Governo do Estado no setor. 
 

 

 
Janot, desde quando a PGR tem a gravação de Jucá? O STF sabia? Quem escondeu a treta? PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Brito - Tijolaço   
Seg, 23 de Maio de 2016 20:14

janot teori

Até agora faltam informações importantes para avaliar até que ponto a Procuradoria Geral da República e o Supremo Tribunal Federal se omitiram diante das evidências da articulação golpista.

Fica evidente, nos textos degravados, que o diálogo ocorreu antes das votações sobre o processo de impeachment.

Quando?

Quando chegou à Procuradoria?

A PGR levou a gravação a Teori Zavascki, relator da Lava Jato?

Ou Janot e Teori não fizeram nada porque não sabiam ( mesmo que poucos venham a acreditar nisso)ou sabiam e não fizeram nada, deixaram ir avante os planos de ruptura da legalidade.

São, neste caso, cúmplices dela, inapelavelmente.

Não há  “segredo de Justiça” que se justifique, menos ainda quando permitiram que o Juiz Sérgio Moro divulgasse, de ligeiras horas, um diálogo infinitamente menos comprometedor entre Lula e Dilma, que foi o suficiente para Janot considerar “obstrução da Justiça”.

E um senador, agora ministro do núcleo central do governo de usurpação, dizer que estava “conversando” ministros do Supremo para concordarem com a remoção da Presidenta, o que é?

Como questiona meu colega Fernando Molica, de O Dia, não é lícito “supor que o resultado da votação do impeachment teria sido outro caso os diálogos tivessem sido divulgados antes”?

Não se iludam suas excelências: por mais que a mídia brasileira não lhes faça perguntas incômodas, o mundo as fará.

golpe brasil

Nas bancas 

 

Última atualização em Ter, 24 de Maio de 2016 11:37
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 3 de 464

jav-separador

         twitter-siga-footerface-footer
Copyright © 2010-2013 Jornal Água Verde. Todos os direitos reservados.
Abrigo Virtual