santa-candida

abrigo-virtual

 

Edição Digital - JANEIRO 2017
Clique na capa e aguarde o carregamento da página para começar sua leitura.

Edição - DEZEMBRO 2016
Clique na capa e aguarde o carregamento da página para começar sua leitura.

Banner

Pesquisa

Do que nosso bairro mais precisa?
 

twitter-sigaface-siga

siga-nos

AGORA ONLINE

Nós temos 55 visitantes online

Visitas

Visualizações de Conteúdo : 2954354
Fundação Cultural faz últimos preparativos para os desfiles na Marechal Deodoro PDF Imprimir E-mail
Escrito por Agência de Notícias da Prefeitura Municipal de Curitiba   
Sex, 24 de Fevereiro de 2017 07:18

carnaval rua xv

O presidente da Comissão de Carnaval, Jaciel Teixeira, se reuniu ontem com representantes da Urbs, Secretaria de Trânsito (Setran), Guarda Municipal e Polícia Civil para discutir os ajustes finais para o Baile Infantil e o Desfile das Escolas de Samba, no próximo sábado (25), na Avenida Marechal Deodoro.

Nesta sexta-feira (24) o Corpo de Bombeiros fará vistoria na Avenida. “Cada detalhe é muito bem pensado e cada ação é feita cuidadosamente para que os foliões possam brincar com segurança”, diz Jaciel.

A festa começará às 15 horas de sábado, quando as crianças tomarão conta da Avenida Marechal Deodoro, no bailinho que será animado pela Banda Le Figarroo e terá a presença do personagem Curitibinha.

A partir das 17 horas, a Marechal Deodoro é dos blocos carnavalescos. Cada um terá 30 minutos de desfile. O bloco que reúne integrantes dos Terreiros de Umbanda e Candomblé será o primeiro a desfilar para fazer a purificação da avenida e pedir aos Orixás muita saúde em 2017. Depois desfilam o Derrepent, Ideais do Ritmo, Unidos de Judá e o último será o Rancho das Flores, que neste ano traz o tema O Amor não tem Idade. 

Às 19h30, começa a concentração das Escolas de Samba do Grupo de Acesso. A primeira a se apresentar será Império Real de Colombo, seguida da Escola Os Internautas. Cada uma terá o tempo de 50 minutos para se apresentar.

A concentração das Escolas do Grupo Especial começará às 20h45. A primeira a desfilar será a Imperatriz da Liberdade, seguida da Embaixadores da Alegria, Acadêmicos da Realeza e Mocidade Azul. A dispersão da última escola está prevista para às 02h50.

Este ano não haverá concurso. A decisão foi tomada pela maioria dos grupos em reunião do Fórum das Escolas. Cada agremiação do Grupo Especial receberá R$ 36,8 mil e cada escola do Grupo de Acesso R$ 22,1 mil.

O valor para os blocos se manteve em R$ 1,5 mil. O custo total do Carnaval 2017 é de R$ 539 mil.

Ônibus e trânsito

O itinerário das linhas de ônibus que circulam pela Marechal Deodoro será alterado no sábado de carnaval (25), como explica Adão José Lara, da coordenação de Planejamento e Operação de Transporte da Urbs.

“Todo o sistema de transporte está programado para o desvio na Marechal Deodoro, entre a Mariano Torres e a Dr. Muricy”, disse ele.

Motoristas e pedestres devem ficar atentos aos cruzamentos da Avenida Marechal Deodoro com a Rua Tibagi e Travessa da Lapa, onde os ônibus circularão normalmente.

O técnico de Planejamento da Setran, Rivelino Zinier de Almeida, lembra que também haverá bloqueios nos cruzamentos da avenida (veja o mapa). “A Setran vai orientar o trânsito para que tudo ocorra com segurança e respeito aos motoristas e moradores”, disse Almeida.

A Guarda Municipal e as polícias Civil e Militar trabalharão juntas para garantir a segurança dos carnavalescos e do público. Está proibida a entrada nas arquibancadas com garrafas de vidro.

Na segunda-feira (27) e na terça-feira (28), haverá bailes infantil e adulto no Bairro Novo, com animação da Banda Le Figarroo

Serviço:

Sábado (25)

Baile Infantil Curitibinha

Das 15 às 17 horas

Desfile Blocos Carnavalescos e Escolas de Samba

Das 18horas às 02h50

Avenida Marechal Deodoro

Segunda-feira (27)

Baile Infantil das 15 às 19 horas

Baile Adulto das 20 horas até a meia-noite

Centro de Esporte e Lazer Bairro Novo (Rua Ourizona, 1.681)

Terça-feira (28)

Baile Infantil das 15 às 19 horas

Baile Adulto das 20 horas até a meia-noite

Centro de Esporte e Lazer Bairro Novo (Rua Ourizona, 1.681)

 

 
Serra tem depressão pois percebeu que não será candidato à presidência; este é o motivo da demissão PDF Imprimir E-mail
Escrito por Plantão Brasil   
Qui, 23 de Fevereiro de 2017 14:45

serra depre

A demissão de José Serra do Ministério de Relações Exteriores não foi motivada apenas por problemas de saúde. Com depressão, o tucano estava infeliz no cargo, que é muito distante da Fazenda com que sonhou e temia entrar num bolo comum dos ministros e parlamentares da base aliada citados na Lava Jato, diz a colunista Eliane Cantanhêde, ligada ao PSDB.

"Pelo menos desde o final do ano passado, amigos e correligionários do ministro vinham demonstrando preocupação com o desânimo dele no cargo. Considerado muito atuante no Ministério do Planejamento e brilhante no Ministério da Saúde, ambos no governo do amigo Fernando Henrique, Serra dava sinais desconforto no Itamaraty. Sua agenda era vazia, vários dias seguidos resumida a despachos com o secretário geral, embaixador Marcos Galvão.

Mesmo na viagem do presidente Maurício Macris, um importante ponto para a aproximação dos dois governos, do Brasil e da Argentina, o chanceler brasileiro parecia distante, distraído. Entre os diplomatas, havia constrangimento. No Planalto, preocupação. Na bancada do PSDB na Câmara e no Senado, expectativa. Antes de assumir o Itamaraty, ele foi o senador a aprovar o maior número e os mais importantes projetos no Congresso. Um exemplo foi a flexibilização das regras de exploração do Pré-Sal.

Serra – que foi o primeiro grão tucano a aderir à tese do impeachment de Dilma Rousseff e da posse de Temer – volta agora ao Senado numa dobradinha com o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, de quem se reaproximou diante do crescimento político do governador de São Paulo, o também tucano Geraldo Alckmin."

 

 
Nova fase da operação Lava Jato mira operadores do PMDB PDF Imprimir E-mail
Escrito por ASCOM MP PR   
Qui, 23 de Fevereiro de 2017 09:30

pmdb policia

Mandados de busca e apreensão e prisões preventivas foram expedidos a pedido da Força-tarefa do MPF-PR e são cumpridos na manhã desta quinta-feira, 23 de fevereiro

A pedido da Força-tarefa do Ministério Público Federal do Paraná (MPF-PR), a Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira, 23 de fevereiro, a 38.ª fase da Operação Lava Jato, com o cumprimento de mandados de prisão preventiva e busca e apreensão expedidos pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba. Os alvos principais são dois investigados por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, suspeitos de intermediar propina de forma profissional e reiterada na diretoria Internacional da Petrobras, com atuação também nas diretorias de Serviço e Abastecimento da estatal. O cumprimento dos mandados está sendo realizado no estado do Rio de Janeiro.

Os pedidos protocolados pela Força-tarefa em Curitiba tiveram como base principal os depoimentos de colaborações premiadas reforçados pela apresentação de informações documentais, além de provas levantadas por intermédio de cooperação jurídica internacional. De acordo com o MPF-PR, os dois alvos das prisões desta quinta-feira são suspeitos de utilizar contas no exterior para fazer repasse de propinas a agentes públicos. Entre os contratos da diretoria Internacional, os alvos são suspeitos de intermediar propinas na compra dos navios-sonda Petrobras 10.000 e Vitória 10.000; na operação do navio sonda Vitoria 10.000 e na venda, pela Petrobras, da Transener para a empresa Eletroengenharia.

Além disso, esporadicamente os investigados atuavam também em outras diretorias da Petrobras. Na área de Abastecimento, as investigações identificaram a participação deles na intermediação de propinas no contrato de aluguel do terminal de tancagem celebrado entre a Petrobras e a empresa Trafigura, e no contrato de fornecimento de asfalto com a empresa Sargent Marine. Também foi identificada atuação dos investigados no pagamento de propinas para Pedro Barusco, ex-gerente da diretoria de Serviços, decorrente de contratos celebrados com a empresa Sete Brasil para exploração do pré-sal.

Para realização dos pagamentos de propina de forma dissimulada, os alvos desta nova fase utilizavam contas de empresas offshores no exterior. No decorrer das investigações foram identificados pagamentos em contas na Suíça e na Bahamas.

Conforme o procurador da República e integrante da Força-tarefa Lava Jato do MPF-PR, Diogo Castor de Mattos, ``as prisões foram decretadas para garantia de ordem pública e para assegurar a aplicação da lei penal, tendo em conta a notícia que os investigados se evadiram recentemente para o exterior, possuindo inclusive dupla nacionalidade´´.

Na decisão em autoriza a deflagração desta fase, o juiz federal Sérgio Moro destacou que “o caráter serial dos crimes, com intermediação reiterada de pagamento de vantagem indevida a diversos agentes públicos, pelo menos dois diretores e dois gerentes da Petrobrás, em pelo menos cinco contratos diferentes da Petrobrás, aliada à duração da prática delitiva por anos e a sofisticação das condutas delitivas, com utilização de contas secretas em nome de off-shores no exterior (cinco já identificadas, sendo quatro comprovadamente utilizadas para repasses de propinas), é indicativo de atuação criminal profissional”.

Ainda em seu despacho, o magistrado reforçou que, caso confirmada a evasão dos investigados para o exterior, em virtude dos alvos terem dupla nacionalidade, seja realizada a inclusão do nome dos investigados no rol de foragidos internacionais da Interpol.

 

Última atualização em Qui, 23 de Fevereiro de 2017 09:58
 
Grito de Carnaval abre as comemorações municipais PDF Imprimir E-mail
Escrito por Agência de Notícias da Prefeitura Municipal de Curitiba   
Qui, 23 de Fevereiro de 2017 09:24

greca samba

Integrantes de escolas de samba e o prefeito Rafael Greca abriram nesta quarta-feira as comemorações do carnaval 2017. O Grito de Carnaval, evento que antecede os festejos, aconteceu na sede da Prefeitura com a presença dos integrantes das escolas de samba Imperatriz da Liberdade, Acadêmicos da Realeza, Mocidade Azul, Império Real de Colombo e Os Internautas.

Neste ano, os desfiles acontecem no sábado (25) na avenida Marechal Deodoro e na segunda (27) e terça-feira (28), na Rua da Cidadania do Bairro Novo.

O prefeito disse que as dívidas herdadas da gestão passada, de R$ 1,2 bilhão, comprometeram os repasses para o Carnaval 2017. “Assumimos a Prefeitura endividada e tivemos que fazer uma reengenharia. Por isto, nesse ano, o carnaval vai ser o suficiente, mas, no ano que vem, será muito melhor", garantiu Greca.

Durante o Grito de Carnaval, os representantes da escola de samba levaram sugestões para o carnaval de 2018. Uma das propostas é que haja programações permanentes ao longo do ano, não somente nos dias de carnaval.

Os carnavalescos sugeriram ao prefeito que fossem feitas alterações na Lei Municipal de Cultura, criados um fundo para transferência de recursos e alteradas emendas parlamentares na Câmara. Greca também propôs a inclusão incentivo ao carnaval na Linha do Conhecimento: "Podemos incluir a disciplina de Samba e Carnaval nas atividades da Linha do Conhecimento. Com aula de música, dança, confecção de trajes e adereços”, ressaltou. 

Para o diretor de Harmonia da Escola de Samba Acadêmicos da Realeza, Renato Lepinski, o apoio e visão cultural da Prefeitura são fundamentais para as escolas de samba. "Entendemos a situação financeira pela qual passa a Prefeitura. Mas estamos animados com a perspectiva de fazer um bom carnaval", disse.

Participaram da reunião o líder do Governo na Câmara Municipal de Curitiba, vereador Pier Petruzziello, o presidente da Fundação Cultural de Curitiba e secretário de Comunicação Social, Marcelo Cattani, o diretor de Ação Cultural da FCC, Beto Lanza, o presidente da Comissão de Carnaval da FCC, Jaciel Teixeira, e o carnavalesco Glauco Souza Lobo. 

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 2 de 627

jav-separador

         twitter-siga-footerface-footer
Copyright © 2010-2013 Jornal Água Verde. Todos os direitos reservados.
Abrigo Virtual